Monthly Archives: Junho 2013

Imprensa regional: do bolso à palma da mão

O Ribatejo é a mais recente publicação a disponiblizar applicativo(s) para dispositivos móveis, permitindo assim aos utilizadores acederem aos respectivos conteúdos noticiosos.

O semanário de Santarém prossegue assim um caminho aberto pelo diário Açoriano Oriental (Açores), em 2010. Também o diário Correio do Minho (Braga) já lhe tinha seguido as pisadas, com o lançamento em 2012.

Sugestão de leitura: “Jornalismo de proximidade em mobilidade”, p. 363.

Anúncios

Qualificação dos jornalistas é umas das prioridades do Governo para a Comunicação Social

Miguel Poiares Maduro

Miguel Poiares Maduro

As prioridades de actuação de Miguel Poiares Maduro, Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, para a Comunicação Social, pasta que detém, passam pelo apoio 1) “aos meios de comunicação que entenderem fazer a transferência para um novo modelo de negócio, assente em novas plataformas digitais” e 2) “à qualificação dos jornalistas e ao jornalismo de investigação”.

No decorrer do encerramento da V Conferência Anual da ERC, o responsável pela tutela avançou ainda que “para esses objetivos faremos convergir os instrumentos públicos de que dispomos, como sejam os fundos comunitários, os incentivos à comunicação social, os apoios à formação, os apoios regionais locais e a publicidade institucional”.

Digital a subir e papel a descer entre os meios regionais

As publicações em papel estão a reduzir e as digitais a aumentar. Esta é uma das conclusões de um estudo apresentado na V Conferência Anual da ERC e que é transversal aos meios de âmbito regional e nacional.

Numa análise feita ao período 2008-2012, verifica-se ainda que, de uma maneira geral, a diferença entre inscrições e cancelamentos também tem reduzido. Se entre os meios nacionais os cancelamentos têm aumentado, já entre os regionais têm praticamente estagnado, sobretudo desde 2010 – no primeiro ano do período analisado o número de publicações regionais eram de 1341 e as nacionais 1828, sendo que no último ano passaram a ser 1055 e 1469, respectivamente.

Ao nível da distribuição geográfica, Porto (297), Braga (120), Coimbra (118) e Setúbal (95) são os distritos onde os meios estão mais concentrados, num lista liderada pelo de Lisboa (1235), onde estão sedeadas a generalidade das publicações de âmbito nacional.

Uma última nota para o facto da ERC registar um aumento dos pedidos de registo de televisões na Web.