Tag Archives: Setúbal

Setúbal na Rede passa a revista online

O primeiro meio exclusivamente digital em Portugal, Setúbal na Rede, vai passar a ser uma revista online. , abandonando assim A actualização diária de informação, que mantinha desde 1998, será agora garantida ao abrigo da colaboração com o Diário da Região.

A ideia é “continuar a servir a região com conteúdos de interesse e tentando explorar vias mais experimentais, onde o multimédia assumirá lugar de destaque”, adianta o fundador, Pedro Brinca, numa newsletter distribuída hoje. Esta mudanças implica ainda que o projecto “deixará de contar com uma equipa profissional e será gerido pela Setúbal na Rede, Associação para a Cidadania”.

Os motivos para esta decisão são o mercado publicitário, “diminuto e repartido, [que] não permite receitas suficientes para manter uma estrutura profissional digna” e a falta de apoios institucionais. Por isso, “manda a sensatez que se inverta o rumo e o modelo conhecido até aqui”, sublinha.

Fundado a 5 de Janeiro de 1998, o Setúbal na Rede viveu alguns momentos conturbados na sua história, alguns dos quais quase levaram ao seu encerramento. Esta é mais uma mudança, depois da ocorrida em Março deste ano, altura em que o site surgiu renovado e Pedro Brinca passou o cargo de director para José Luís Andrade.

Artigo actualizado dia 18 de Novembro, 14h00.

Anúncios

Diário da Região adere à Provedoria do Leitor

João Palmeiro, José Mendes, Pedro Jerónimo e José Luís Andrade compõem a Provedoria do Leitor de ambos os meios

João Palmeiro, José Mendes, Pedro Jerónimo e José Luís Andrade compõem a Provedoria do Leitor de ambos os meios

O Diário da Região inicia hoje a Provedoria Colectiva do Leitor, iniciativa que resulta da parceria com o Setúbal na Rede – primeiro nativo digital da Península Ibérica. Trata-se de um acumular de funções dos quatro membros que já integravam a Provedoria do Leitor daquele ciberjornal e que agora passam a assumir também esse papel no diário setubalense.

Estaremos perante uma iniciativa inédita em Portugal, ao nível do processo de convergência entre dois órgãos de comunicação social, que neste caso partilham não só conteúdos, como a regulação da produção dos mesmos.

Está aí o PECSIR

“O Plano de Emergência à Comunicação Social “Imprensa e Rádio” (PECSIR) afigura-se como um plano marshall para assegurar a continuidade do jornalismo regional independente, pluralista, livre e rigoroso”, avança o Setúbal na Rede.

A primeira abordagem ao PECSIR surgiu no encontro “(Re)financiar a Imprensa na emergência da crise”, que marcou o Dia Nacional da Imprensa (11 de Dezembro).

Ágor@: 14 anos exclusivamente online

Lendo umas notas feitas por ocasião do encontro sobre os 15 anos de jornalismo na web, recuperou-se que o Setúbal na Rede não é o mais antigo cibermedia – nativo digital – apenas em Portugal, mas em toda a península ibérica.

Num período em que se fala insistentemente da procura por um modelo de negócio para o online, aproveitamos a presença de Pedro Brinca no Ágor@ para ouvir a experiência de gestão e persistência do meio que dirige.

Setúbal na Rede comemora 13 anos

O primeiro jornal exclusivamente digital, e simultaneamente regional, em Portugal, continua na rede, 13 anos depois. Nascido a 5 de Janeiro de 1998, já passou por períodos de grande dificuldade, sobretudo por ter nascido numa época em que a Internet ainda tinha poucos utilizadores.

Sobre o Setúbal na Rede
Setúbal na Rede assinala 13º aniversário com novos canais (M&P)
Memórias (digitais) das regiões (Jornalices)
Primeiro jornal digital em Portugal faz 12 anos (Jornalices)
“Setúbal na Rede” há 12 anos (Diário2)
Um bom caso de estudo para a imprensa e jornalismo regional (Jornalices)
Um raro exemplo de persistência e lucidez (Jornalices)

A imprensa regional como guardiã de memórias

No âmbito do II Encontro de Estudos Locais do Distrito de Setúbal, fui convidado a fazer uma apresentação, que por motivos de última hora não foi possivel presencialmente. Como no início da sessão ainda decorriam problemas técnicos, partilho aqui (inclui video) o que tinha preparado.