Imprensa regional faz “ciberjornalismo de transposição”

“O percurso do ciberjornalismo de proximidade em Portugal é marcado por práticas primitivas, assentes na transposição de conteúdos do meio tradicional; as notícias são o principal conteúdo publicado; a presença da hipertextualidade, multimedialidade e interatividade é residual ou inexistente; e a cultura de produção para o meio tradicional, os recursos humanos e o tempo são os principais fatores que determinam as rotinas de produção de notícias online.”

São estas as principais conclusões da tese de doutoramento “Ciberjornalismo de proximidade: A construção de notícias online na imprensa regional em Portugal”, que o autor destas linhas defendeu esta tarde.

Primeiramente, Pedro Jerónimo começou por olhar para realidade geral dos 175 jornais regionais – periodicidade de diária a semanal – com presença online activa que encontrou, ao qual se seguiu um estudo etnográfico nas redacções dos semanários Região de Leiria, Reconquista e O Mirante.

Para o autor, “a Internet é cada vez mais usada na imprensa regional, porém, em rotinas relacionadas com a pesquisa e a comunicação”. Estas práticas, que decorrem também de uma maior profissionalização das fontes de informação, designadamente institucionais, levam a que os jornalistas estejam “em parte, cada vez mais fixos à secretária”.

Mais informações em entrevista n’O Mirante.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s