Leitores da imprensa regional cada vez mais online

Comparar perfis de leitores da imprensa regional impressa e da imprensa regional online, foi o objectivo do estudo “Jornais Regionais: Perfis de leitores de jornais locais e regionais por via tradicional e online”, realizado pelo OberCom – Observatório da Comunicação, a partir de dados coligidos de inquéritos do Reuters Digital News Report (2016).

Um dos primeiros dados apurados é que a maioria dos leitores do meio tradicional tem 55 ou mais anos (44,6%), seguindo-se a faixa etária 35-44 anos (19,9%). O mesmo mantém-se em relação ao tipo de leitores online: a maioria tem 55 ou mais anos (33,1%), seguindo-se a faixa etária 35-44 anos (24%). Relativamente à origem, os leitores estão sobretudo concentrados na região centro (30,3%), seguido-se a região norte (25,1%). São também estes os territórios com mais público online, com 27,5% e 26,7%, respectivamente.

Estamos perante um público que na sua maioria acede várias vezes por dia a notícias (66,5%), sendo que este valor sobe ligeiramente (66,9%) quando falamos de leitores online.

Quanto à principal fonte noticiosa utilizada, a televisão mantém o domínio esperado. Curioso são os valores registados na hipótese “um jornal regional regional ou local”. Estas fontes são-no mais para os leitores do meio tradicional (9,7%) do que para os leitores online (5,0%). Outro dado curioso surge quando analisada a “fonte noticiosa mais importante para os leitores de jornais regionais tradicionais”. Se os canais de televisão e de informação 24 horas por dia (40,6%) e os programas televisivos (14,3%) dominam as preferências, regista-se o facto de o último lugar do pódio ser ocupado pelas redes sociais (12,4%). Já colocando a mesma questão, mas a leitores de ciberjornais, aí as redes sociais aumentam o seu protagonismo (24,4%), sendo apenas suplantadas por “Canais TV de Informação 24 horas” (32,5%).

“Dos utilizadores de internet, denota-se uma tendência para leitores de jornais regionais impressos optarem igualmente por conteúdo online, e para leitores de jornais regionais online, por sua vez, desvalorizarem o jornal impresso. Isto aponta para a crescente utilização de conteúdo noticioso online por parte da maioria da população, bem como para um decréscimo na importância do jornal físico, na medida em que os leitores ditos tradicionais possuem hábitos e tendências online similares aos leitores online, contribuindo para uma evolução que, segundo os dados deste relatório, tende a elevar a importância do conteúdo noticioso na internet em relação ao do jornal impresso”, pode ler-se na conclusão do estudo.

Depois de, durante anos, o Bareme Imprensa Regional ter sido o único indicador de audiências deste importante sector dos media em Portugal, o presente estudo do OberCom surge em boa hora. Dado o vazio registado nos últimos anos – o Bareme Imprensa Regional terminou em 2010 – passamos a ter agora dados recentes e mais abrangentes sobre o(s) público(s) dos jornais regionais.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s