Monthly Archives: Outubro 2014

Novos incentivos visam leitores e promoção da literacia mediática

Atribuição de incentivos à imprensa regional passa a ser uma competência das CCDR's

Atribuição de incentivos à imprensa regional passa a ser uma competência das CCDR’s


É pela voz de Pedro Lomba, secretário de Estado adjunto do ministro adjunto e do Desenvolvimento Regional, que se ficou a saber um pouco mais do que até aqui era conhecido sobre a atribuição dos novos incentivos à imprensa regional e local.

“Podem esperar abertura, não discriminação e uma atitude de valorização das publicações da imprensa de inspiração cristã ou outra que se assuma como publicação de qualidade, geradora de conteúdos e de informação, representativa de comunidades, de sensibilidades plurais”, afirmou o secretário de Estado em declarações à agência Ecclesia, à margem do IX Congresso da Associação de Imprensa de Inspiração Cristã.

Ainda relativamente aos novos incentivos, Pedro Lomba acrescentou que “uma das formas de valorizar a imprensa em geral e a imprensa regional em particular passa por promover a criação de novos leitores”, “mais do que dar fundos às empresas”.

As escolas não são esquecidas. Aquelas que desenvolverem programas de literacia mediática, terão como contrapartida a possibilidade de subscrição de assinaturas de publicações nacionais, regionais ou em suporte digital. Esta medida permite assim que as publicações ganhem novos leitores.

Anúncios

Nasce o Terras de Sicó

É lançado amanhã o Terras de Sicó, quinzenário que terá como territórios de intervenção os municípios de Condeixa-a-Nova, Penela e Soure, distrito de Coimbra, e Ansião, Alvaiázere e Pombal, distrito de Leiria.

Escreve o jornalista Lino Vinhal, director, no editorial do primeiro número:

“Fazer informação, debater ideias, acompanhar os órgãos legítimos de cada concelho na defesa dos respetivos interesses, sugerir, promover e defender causas é a nossa razão de ser. Não contem connosco para monta-cargas de outros interesses que não sejam os da região.”

A nova publicação pertence ao prupo Media Centro, que detém outros jornais e também rádios nos distritos de Coimbra, Aveiro e Viseu. Está prevista a contractação de cinco profissionais, entre jornalistas e comerciais.